Liderança
 
 
 
   
 
Comissões
 
 
 
 
Bancada da Maioria
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Legislativo
 
 
 
 
Multimídia
 
 

Notícias
Publicada em 17 de Outubro de 2017 ás 12:04:41
Share

Projeto torna o Neojiba uma política de Estado

 

 
Crédito: Arquivo/Agência-ALBA 
Iniciativa da petista Maria del Carmen protege e aprimora instituição


A deputada Maria Del Carmen (PT) pediu através de indicação ao governador Rui Costa a alteração da política dos Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba), transformando o programa em Política de Estado, com a finalidade de reduzir a vulnerabilidade do programa diante da "vontade dos governantes e manipulação políticas e eleitorais". 
Nascido em 2007, o Neojibá é um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia para promover a integração social de crianças, adolescentes e jovens baianos, potencializando as políticas públicas socioassistenciais de lazer e cultura através da prática coletiva. O Neojiba foi um dos primeiros programas governamentais no Brasil inspirado no "El Sistema”, criado na Venezuela em 1975. 
 
É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e gerido pelo Instituto de Ação Social pela Música ( IASPM), entidade sem fins lucrativos qualificada como organização social. “O projeto é uma conquista da cidadania e já está incorporado à vida de milhares de crianças e jovens, muitos deles em situação de risco social, que têm a oportunidade de descobrir seus talentos e encher nossa Bahia de orgulho”, ressaltou a deputada. 
 
MAESTRO
 
A partir da iniciativa do maestro pianista Ricardo Castro, em conjunto com o Governo do Estado da Bahia, o Neojiba beneficia mais de 4.600 crianças, adolescentes e jovens baianos em seus Núcleos de Prática Orquestral e Coral. Também através de ações de extensão como a Rede de Projetos Orquestrais da Bahia. Na Bahia, o Neojiba é ainda responsável pelo apoio a 42 projetos e filarmônicas de 36 municípios e 15 territórios de identidade do Estado, reunidos na Rede de Projetos Orquestrais da Bahia, criada pelo Programa em 2013. 
 
"Os impactos são sociais e artísticos. Além de ter sido a 1ª orquestra juvenil do Brasil a se apresentar na Europa, a Orquestra Juvenil da Bahia já realizou 7 turnês internacionais e 3 nacionais, levando o nome do Estado e uma nova imagem da juventude baiana para o mundo", disse del Carmen.   
 
 
CRÉDITOS: ASCOM/ALBA


ASCOM

Leia Também
 
Assembleia Legislativa da Bahia
1a Avenida, 130, CEP: 41.745-001, CAB, Edifício Jutahy Magalhães, 3 andar - Salvador-Bahia.
Tels.: (71) 3115-7270
  Via X Internet